Efeitos colaterais do tratamento de quimioterapia ou radioterapia

As enfermeiras irão auxiliá-lo também nas orientações específicas de cada tipo de tratamento e suas particularidades. Como por exemplo, informando os principais eventos adversos/colaterais que estão vinculados ao seu suporte e cuidados. Muitas dúvidas aparecem nesse momento e, um dos papéis direcionados à equipe é ajudá-lo a conduzir sua rotina diária em conjunto com seu tratamento.

Os chamados eventos colaterais ou eventos adversos são aqueles que acontecem quando as células de rápida divisão são atingidas, juntamente com as células do tumor. Esses eventos acabam sendo um pouco desagradáveis e característicos de cada protocolo. São eles: náuseas e vômitos, feridas na boca (mucosite), cansaço (fadiga), queda dos cabelos (alopecia), complicações venosas (flebites) e complicações da pele (toxicidade dermatológica).

Mais uma vez iremos frisar que não são todas as reações que acometem a todos os pacientes. A particularidade de cada indivíduo e de seu tratamento será fator determinante para cada caso. Exemplo: não são todos os quimioterápicos que possuem a capacidade de derrubar os cabelos, a famosa alopecia. Em contrapartida, a maioria dos quimioterápicos altera as sensações de sabor e o paladar dos pacientes.

Iremos direcionar a você, especificamente, todas as possíveis e eventuais complicações relacionadas a seus cuidados e sua quimioterapia.

Compartilhe "Efeitos colaterais do tratamento de quimioterapia ou radioterapia." e ajude outras pessoas ;)